Estamos em guerra 728×90

 

Tiago Batizoco/Foto: Petter Vargas

O Vilhenense Esporte Clube segue com sua preparação para a temporada 2020 na disputa do Campeonato Rondoniense e a Copa do Brasil. O elenco tem treinado de segunda a sexta, em dois períodos, e as vezes os finais semana.

O técnico Tiago Batizoco disse estar satisfeito com o esforço e desempenho dos seus comandados e explicou o trabalho da pré-temporada.

“Assim que iniciamos a pré-temporada no dia 2 de dezembro, os jogadores estão se empenhado e esforçando nos treinamentos. Estamos realizando um trabalho de adaptação com treinos físicos, técnicos e táticos. O tempo da nossa estreia é bem curta, e precisamos trabalhar o máximo para começarmos o estadual e a Copa do Brasil sem nenhuma tipo empecilho’, frisou

O primeiro desafio do Leão do Portal será diante da União Cacoalense, em partida válida pela primeira rodada do Campeonato Rondoniense, no dia 02 de fevereiro, às 17h00, no estádio Portal da Amazônia, em Vilhena.

Em relação ao adversário, Batizoco se limitou a falar “A União Cacoalense é uma equipe que tem ser respeitada, está preparando seu elenco para campeonato como a gente, agora não dá para fazer uma analises especifica da equipe, só saberei no dia do jogo, em campo”, frisou.

Neste estadual, o Vilhenense vai em busca do seu 2º título, missão dado para Tiago e seus jogadores. Ele faz uma breve das equipes, revela sua expectativa para competição do estadual e na Copa do Brasil e admite que a torcida é essencial comparecer no estádio.

“O estadual desta edição vai ser bem disputado. Os clubes nesse ano estão motivados, mas acima de tudo espero que seja um ótimo campeonato e, principalmente que o torcedor vão ao estádio na nossa estreia do estadual”, completou.

 

 

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO