Estamos em guerra 728×90
Prefeita com representantes da Ciretran local / Foto: Divulgação

Por determinação da prefeita Sheila Mosso, autoridades locais foram convidadas para acompanhar a vistoria de ônibus que fazem o transporte escolar.

A ação foi realizada no último dia 5 de fevereiro, e contou com a presença de secretários municipais, vereadores e equipe do Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran).

A finalidade é conferir in loco o transporte que irá prestar serviço aos alunos da rede municipal no primeiro semestre de 2020.

Na oportunidade, a prefeita lembrou que no primeiro ano de sua gestão os estudantes foram prejudicados pelo transporte escolar em decorrência de cobranças rigorosas dos agentes públicos.

“Hoje temos uma  equipe comprometida que – orgulhou-me em dizer, recebeu do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia elogios na prestação de transporte escolar no ano de 2019”, disse a mandatária municipal (leia mais AQUI e AQUI).

Prefeita e membros da Ciretran em vistoria dentro de ônibus escolar / Foto: Divulgação

Sheila, que faz questão de acompanhar pessoalmente as vistorias, enfatizou a importância de redução na idade do uso de veículos para esta finalidade.

No início de sua gestão, um veículo poderia ter até 20 anos de uso para prestar serviço ao município; hoje, a idade mínima é de 16 para 2020, e de 15 anos para 2021, reduzindo a cada 2 anos em um até chegar aos 12 anos.

“Hoje o transporte escolar de Chupinguaia é referência para todo o Estado de Rondônia. E sempre procurando implantar aquilo que funciona melhor para nossa população. Chupinguaia não para. Estamos em ritmo acelerado e vamos fazer muito ainda para melhorar nossa cidade”, finalizou a mandatária.

Várias autoridades municipais acompanharam os trabalhos / Foto: Divulgação

 

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO