Estamos em guerra 728×90
Ademir Alves, 45, visitou a redação do site / Foto: Extra de Rondônia

O autônomo Ademir Alves de Lima, 45 anos, visitou a redação do Extra de Rondônia nesta semana para anunciar sua pré-candidatura a vereador no município de Vilhena.

Filiado ao DEM, Ademirzinho, como é conhecido na cidade, é sobrinho do ex-vereador Jaci Alves de Souza, que ficou durante cinco mandatos consecutivos na Câmara de Vilhena.

Ademirzinho, contudo, tem experiência administrativa, por já ter ocupado a titularidade da Secretaria Municipal de Terras (Semter), na gestão do ex-prefeito Melki Donadon.

No cargo, ele foi um dos responsáveis pela regularização e registro de todos os bairros de Vilhena, principalmente, o Cristo, um dos mais populosos da cidade.

“Naquela época, buscamos parcerias e ajudamos muitas famílias. Foi uma experiência muito importante. No bairro Cristo Rei, por exemplo, haviam muitos terrenos vazios, mas começamos fazendo as medições, topografia, todo o levantamento do bairro. Foi um crescimento recorde na época porque muitas famílias de fora vinham para ficar no bairro. A Semter é uma secretária que sempre atende com atenção e faz a diferença”, lembra.

Ademirzinho também diz que a experiência na administração pública foi adquirida no acompanhamento das atividades parlamentares do seu tio Jaci Alves.

“Trilhamos nesse caminho e deu certo. As conquistas foram bem sucedidas. O Jaci fez um bom trabalho no Legislativo e agora ficamos para essa eleição. Acredito que chegou o momento para colocar meu nome à apreciação e tentar fazer a diferença. Queremos trabalhar pela população e fazer o que é possível, além de intermediar para que o município ajude os mais desassistidos. Vou lutar por isso. Sei que podemos fazer mais para somar e ajudar o nosso município. Vilhena é um dos melhores municípios de Rondônia e esperamos que sejam eleitos vereadores prontos para trabalhar”, analisou.

Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO