Estamos em guerra 728×90

 

Dez cidades receberão o festival / Foto: Divulgação

Dez cidades de Rondônia vão realizar simultaneamente no dia 27 de setembro o “Festival Tambaqui da Amazônia”, onde serão assadas 4,6 mil bandas do peixe nativo da região amazônica, num total de 6,6 toneladas.

Devido a atual situação no mundo muitas coisas não estão podendo acontecer da forma tradicional e que as pessoas estão encontrando maneiras através de meios digitais, como é o caso do Casino online Brasil, ou sem ocasionar aglomerações. Portanto, por causa da pandemia, a retirada das bandas assadas vai ser realizada no sistema drive-thru, atendendo as normas de segurança.

O evento é realizado tradicionalmente desde 2017 em Ariquemes. Neste ano, a Associação de Criadores de Peixes de Rondônia (Acripar) em parceria com o Sebrae e o governo do Estado, através da Seagri, Emater e Superintendência de Comunicação, vão expandir a realização do evento.

O evento também conta com a parceria para sua efetiva do Lions Clube, Hospital do Amor, Agro Fish Nova Aurora, Agroindústria Rodrigues, Rondofish, Peixe BR, Pescados do Vale, Zaltana, Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, através da Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP-MAPA).

Os organizadores querem valorizar o tambaqui e ainda promover ações solidárias com a os resultados a serem obtidos com a comercialização das bandas assadas do pescado, que pode ser adquirida por R$ 15,00, sem espinhas e pronta para o consumo.

O presidente da Acripar, Francisco Hidalgo Farina, explica que esta edição do festival vai evidenciar o potencial de produção dos mais diversos municípios rondonienses. “Mesmo nesta época de pandemia, a produção do peixe de cultivo teve aumento, por causa do aumento do consumo. Queremos mostrar o potencial da nossa piscicultura e ainda destacar que os nossos piscicultores são solidários”, explica.

CIDADES

O Festival Tambaqui da Amazônia vai ser realizado em:  Ariquemes, Monte Negro, Itapuã, distrito de Triunfo (Candeias do Jamari), Porto Velho, Ouro Preto D’Oeste, Rolim de Moura, Pimenta Bueno, Vilhena e Cacoal. Em cada uma dessas localidades foi constituída uma coordenação local, que está realizando a venda antecipada das bandas de tambaqui.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Estamos em guerra 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO