Claudinei Marcon Júnior e Claudinei Marcon (pai) / Foto: Divulgação

O empresário Claudinei Marcon renunciou ao pleito eleitoral após o Ministério Público Eleitoral (MPE) pedir a impugnação do registro de sua candidatura a prefeito em Corumbiara, na região sul de Rondônia.

Ele apresentou formalmente a desistência na última terça-feira, 29 de setembro, alegando “que o cargo pretendido não faz parte dos meus planos neste momento”.

Contudo, na quinta-feira, 1, ele foi substituído por seu filho, Claudinei Marcon Junior, que era candidato a vice numa chapa “puro sangue”.

Agora com Júnior na cabeça, a nova candidata a vice-prefeita foi apresentada à Justiça Eleitoral. Trata-se de Juliana de Oliveira Santos, que, inclusive, já está registrada no sistema do Tribunal de Justiça.

Porém, ainda o MPE vai analisar se ela cumpre os requisitos de elegibilidade previstos na legislação. A Justiça aguarda o prazo legal de 5 dias para manifestação de pedido de impugnação à candidatura.

Filiado ao PSDB, Claudinei disse ao Extra de Rondônia que o caso remete a uma condenação de 2007 (leia mais AQUI).

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO