Fórum de Vilhena / Foto: Divulgação

Dentre despachos, decisões e outras atribuições de juízes, um momento de carinho, de afeto com os familiares.

Tem sido assim para a maioria dos magistrados brasileiros durante a pandemia da Covid-19, que, de uma hora para outra, tiveram suas rotinas alteradas com a instituição do regime de home office.

E foi justamente um momento desses, fotografado pelo magistrado da comarca de Vilhena, Muhammad Hijazi Zaglout, que rendeu o primeiro lugar em um concurso de fotografia nacional.

“Alegria de dentro para fora”, esse foi o tema escolhido pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) para a quinta edição do Concurso de Fotografia, que buscou trazer um pouco da rotina de trabalho de um magistrado durante a pandemia da Covid-19.

Para o concurso, que teve premiação online, o juiz do TJRO inscreveu três fotografias, todas com os filhos. A vencedora foi o registro da filha de Aysha, de oito anos, na cozinha da casa da família. “Era um momento casual família, mas cheio de significado. O pé de pimenta era nosso. Ao colocar em cima do balcão vi a imagem dela refletindo e achei que ficaria uma boa foto”, lembra.

Desde março, os magistrados, assim como servidores, passaram a trabalhar sob regime diferenciado, sendo a maioria em home office. Reconhecidos como mais produtivos do país na última edição do levantamento Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça, os magistrados de Rondônia têm mantido, mesmo durante a pandemia, elevados índices de trabalho. E competições como essa, na opinião de Zaglout, reconhecem este esforço. “O home office com todos os seus desafios traz esta oportunidade de estar mais próximo da família e, com isso, podemos valorizar este momento juntos”, diz o magistrado.

Para o concurso nacional da AMB foram 55 trabalhos inscritos, dos quais 40 foram classificados, mas somente três foram escolhidos para premiação e receberão, ainda, o troféu personalizado com a fotografia enviada e estampado com a colocação conquistada no concurso. Apesar de ser a primeira vez que participa do concurso da AMB, o juiz tem história na fotografia, com duas participações em mostras culturais promovidas anualmente pelo Tribunal de Justiça de Rondônia. “É uma forma de podermos expressar nossa alegria, mesmo diante das adversidades”, conta.

A vencedora foi o registro da filha de Aysha, de oito anos, na cozinha da casa da família / Foto: Divulgação TJ

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO