Cidade de Pimenta Bueno / Foto: Divulgação

Em breve, o Poder Judiciário do Estado de Rondônia entregará mais um prédio para atendimento da população.

Trata-se do novo Fórum da comarca de Pimenta Bueno, cuja obra, já na fase final de conclusão, recebeu na última semana a visita técnica do secretário-geral do TJRO, juiz Rinaldo Forti e do juiz auxiliar da Presidência, Guilherme Baldan.

A visita também contou com a presença do prefeito do Município, Arismar Araújo e do procurador-geral do Município, Thiago Roberto Graci.

Assim como os fóruns de Porto Velho e Ji-Paraná, em Pimenta Bueno o prédio do novo fórum será locado no sistema BTS (bult to suit) ou locação sob medida, em tradução livre.

Além da construção do prédio, adequada a atender às necessidades do Judiciário, inclusive com previsão de plenário para realização de júris, celas para presos e adolescentes internados, o contrato estabelece que toda a manutenção predial como geradores, elevadores, climatização, pintura, rede hidráulica, elétrica e lógica, fiquem a cargo do investidor.

O novo fórum de Pimenta Bueno terá área construída de 2.810,38 m², espaço suficiente para acomodar com conforto e dignidade as quatro varas existentes e uma quinta, caso seja necessário. As paredes internas do prédio são de gesso acartonado, de modo a permitir que eventuais futuras adequações sejam feitas com grande facilidade e baixo custo.

Segundo o secretário-geral do TJRO, a obra atende uma necessidade há muito evidenciada, beneficiando não só a comunidade jurídica, mas, sobretudo, à população de Pimenta Bueno, que passará a contar com um prédio seguro, digno e à altura da importância da Comarca. A inauguração deve ocorrer entre os meses de setembro e outubro.

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO