Padre Marcos Bento, pároco da comunidade Nossa Senhora Auxiliadora / Foto: Divulgação

O padre Marcos Bento, pároco da comunidade Nossa Senhora Auxiliadora, responsável por parte das paróquias de Vilhena e de Chupinguaia, na região sul de Rondônia, vai deixar Vilhena após mais de quatro anos de permanência no município.

Ele vai para São Paulo estudar Direito Canônico, curso que trata das questões jurídicas e administrativas igreja.

Em entrevista ao Extra de Rondônia na tarde desta terça-feira, 3, Padre Marcos informou que chegou a Vilhena em janeiro de 2017 e sua última celebração será na Missa de Encerramento da Semana Nacional da Família na Comunidade Aparecida, que ocorrerá às 19h do domingo 15 de agosto.

Ao site, ele disse que irá a São Paulo ainda em janeiro de 2022, mas que de 17 de agosto até final de dezembro deste ano estará em Cuiabá (MT) fazendo um curso de atualização do latim ou outra língua estrangeira.

“A nossa Diocese, há muito tempo, precisa de um padre formado em Direito Canônico e não há ninguém na Igreja. Com a chegada de Dom Norberto, o novo bispo, após consulta do Conselho Presbiteral, ouviu a necessidade e meu nome foi indicado para ir a São Paulo, estudar durante três ou quatro anos. Não estou indo para outra paróquia. Agora em 15 de agosto faço 22 anos de ordenação sacerdotal e tinha pedido que, quando houvesse possibilidade, eu queria estudar. Depois de analisar, com carinho e cuidado, optei por aceitar essa proposta”, explicou.

Contudo, na paróquia os padres Antônio e João Farias e, a partir de janeiro de 2022, virá um novo padre. Nesse sentido, entre os dias 10 a 15 de agosto, o bispo Dom Norberto estará em Vilhena realizando as crismas e deve anunciar o novo pároco da comunidade vilhenense.

A respeito da possibilidade dele retornar a Vilhena após o curso, Marcos Bento disse que “o futuro a Deus pertence. Só com o tempo vamos saber isso. Se for da minha vontade, com certeza, mas não depende disso”.

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO