Vereador Magnison Mota (PSC) / Foto: Extra de Rondônia

O vereador Magnison Mota (PSC), vice-presidente da Câmara de Cacoal, usou a tribuna da Casa, na sessão ordinária desta segunda-feira, 30, para fazer um desabafo sobre as críticas que recebeu na última semana pelo uso de diárias para participar de evento nacional em Brasília (DF).

Magnison e mais quatro parlamentares participaram da “Marcha do Legislativo” entre os dias 23 a 27 de agosto.

O parlamentar disse que a viagem à capital federal resultou em benefícios para Cacoal e garantiu que os autores das acusações são esquerdistas e petistas do município.

“O trabalho dos vereadores desta Casa é sério e digno. Ninguém vai viajar à toa para brincar com a cara da população. Existe um grupo de WhatsApp, de esquerdista, petistas, que perderam as eleições e vai perder, de novo. Esse povo está revoltado. Quando eu vou a Brasília, é para buscar recursos para a população de Cacoal. Esse povo, que estão metendo o pau falando de diárias, você vai na casa deles tem asfalto e esgoto. Fui e busquei recurso de R$ 3 milhões, em infraestrutura, é para aquela mãe que liga de madrugada chorando porque não tem condições. Agora, esse povo esquerdista, que fica falando lorota no WhatsApp, não tem compromisso com a sociedade, raça que não serve pra mim”, desabafou o parlamentar.

Magnison continuou seu raciocínio ao afirmar que retornaria a Brasília se um senador ou deputado confirmasse que tem mais benefícios para Cacoal. Ele, ainda, garantiu seu apoio à reeleição do presidente Jair Bolsonaro.

“Se uma autoridade federal falar pra mim que precisa eu ir para Brasília para liberar R$ 5 milhões para a população, vou na hora. Cara que fica em grupo de WhatsApp não tem o que fazer. Mas comigo é diferente: eu trago, faço e falo a verdade para o povo. E não adianta: é Bolsonaro 2022, protetor da família”, disse.

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO