Decoração natalina inaugurada na última sexta-feira em Cacoal / Foto: Divulgação

A página de humor “Vilhena Depressão”, em postagem na rede social Facebook neste domingo, 28, decidiu comparar os municípios de Cerejeiras, Cacoal e Vilhena, com relação aos preparativos das festas natalinas.

A postagem, que em pouco mais de duas horas teve quase 40 comentários, viraliza também em grupos de WhatsApp.

O conteúdo mostra a criatividades usada em Cacoal e Cerejeiras para trazer alegria aos cidadãos. Na “Capital do Café”, a prefeitura vai gastar R$ 460 mil nos enfeites natalinos e, por iniciativa do prefeito Adailton Fúria (PSD), construiu um trenó do Papai Noel utilizando para isso kombis descartadas e mão de obra própria (leia mais AQUI).

Já em Cerejeiras, a prefeitura construiu uma placa colorida, na entrada da cidade, que identifica o município.

Contudo, em Vilhena, não há sinais, por enquanto, de que algum local público seja decorado.  “Enquanto isso, em Vilhena segue sendo o Pé de Pano nossa única decoração . Japonês, corre aqui rapidinho! Quero te mostrar algumas coisas para te inspirar”, explica a frase publicada pela página de humor.

Página de humor “Vilhena Depressão” / Foto: Divulgação

PROJETO MILIONÁRIO

Em outubro, o prefeito Eduardo Japonês enviou ao Legislativo projeto de lei, no valor de R$ 1,3 milhão, para que seja aprovado, mas foi rejeitado em sessão ordinária. A maioria dos vereadores entendeu que era muito dinheiro apenas para alugar enfeites.

“Se a Câmara tivesse autorizado o recurso milionário, hoje ‘as luzinhas’ de natal estariam piscando em cima do rio e empresários entrando de barco para dentro dos comércios”, ironizou, na ocasião, o vereador Pedrinho Sanches (Avante), um dos parlamentares contrários ao projeto milionário (leia mais AQUI e AQUI).

 

Dia dos pais

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO