Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

camara corO secretário municipal de agricultura de Corumbiara, Ivan Nardoni, aceitou o “convite” da Câmara Municipal e usou, na manhã desta segunda-feira, 31, a tribuna legislativa para esclarecer o assunto do momento nessa cidade: o suposto uso indevido de carro oficial.

O fato aconteceu em 18 de outubro, em Porto Velho. Na ocasião, Nardoni foi multado conforme o artigo 165 “por dirigir sob influência de álcool”.

Ao se defender das acusações, Nardoni teria feito um breve relato do que ocorreu. Dos 15 minutos disponíveis a que tinha direito, ele só utilizou 5. Na tribuna, ele confessou que foi multado, mas alegou que foi indevidamente, por “não querer soprar o bafômetro”.

Disse ainda que, no horário em que ocorreu o fato, 02h46, teria ido jantar. “A minha habilitação não foi cassada e o carro não foi apreendido. Não aconteceu nenhum fato grave naquela noite”, esclareceu.

Ainda, conforme informações repassadas ao Extra de Rondônia, Nardoni frisou que recorreu da multa imposta a ele. “Acusar é fácil, difícil é provar”, diz, revoltado. Na ocasião, o secretário não confirmou e nem negou se esteve acompanhado de outras pessoas.

Mais uma vez, o site deixa espaço ao secretário para esclarecer, por escrito, as acusações, como forma de dar explicações à comunidade corumbiarense.

>>> LEIA MAIS A RESPEITO DO ASSUNTO NO LINK ABAIXO:

 

http://www.extraderondonia.com.br/2014/03/30/apos-denuncias-mp-abre-inquerito-para-investigar-uso-indevido-de-carro-oficial-por-secretario/#respond

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Divulgação

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO