Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Júnior Donadon usou a tribuna para denunciar o caso
Júnior Donadon usou a tribuna para denunciar o caso
Estamos em guerra 468×60

O serviço de transporte escolar voltou a ser tema de debate na tribuna da Câmara Municipal de Vilhena, na manhã desta terça-feira, 15.

O vereador Júnior Donadon (PMDB), vice-presidente da Casa de Leis, teceu severas críticas aos proprietários das empresas Bueno Tur e Biasi Tur, responsáveis pela concessão do transporte escolar.

Donadon afirmou que as empresas recebem mais de R$ 4 milhões, ao ano, para fazer um serviço “porcaria”, colocando “latas velhas” para o transporte dos alunos do Município. “Não entendo como é que essas empresas colocam porcarias para rodar. Esses ônibus mais parecem latas velhas que deveriam fazer parte do museu, e não deveriam estar prestando serviço ao Município. Essas empresas recebem muito bem do erário. A Bueno Tur recebe, conforme termo aditivo, R$ 2.996.281,00 e a Biasi Tur R$ 1.260.000,00. É uma situação de calamidade, vexatória e vergonhosa, que coloca em risco a vida dos alunos vilhenenses”, frisou o parlamentar, que há dez dias mandou prender um ônibus da empresa Bueno Tur na área rural, totalmente irregular. O veículo acabou sendo levado até a Ciretran.

O parlamentar informou que há um procedimento investigatório no Ministério Público, devido a suspeita de dano ao erário público. “Conversei com o promotor responsável pela Curadoria da Probidade Administrativa. Além da situação dos ônibus irregulares, queremos também investigar se as empresas de transporte percorrem os quilômetros que estão no contrato celebrado com o Município. Só para ter um exemplo, a Eucatur cobra R$ 4,50 por km percorrido, com ônibus confortáveis. Já a Bueno Tur cobra R$ 4,35 por km, para colocar uma porcaria para rodar”, avaliou Donadon.

Ainda, conforme o vereador, as investigações no transporte escolar continuarão, tendo em vista melhorias nesse setor. “Não é perseguição política, como afirmam por aí. Ninguém dessas empresas é político. São empresas que têm contratos com o Município e, portanto, têm que prestar um bom serviço”, observou o edil.

O site deixa espaço aos responsáveis da empresas envolvidas na matéria para eventuais explicações à comunidade.

 

>>> LEIA MAIS A RESPEITO DO ASSUNTO NO LINK ABAIXO:

 

Vereador “dá voz de prisão” e manda apreender ônibus da Bueno Tur lotado de alunos na área rural

 

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO