camara de vilhena 7A Câmara de Vereadores do município de Vilhena não votou, durante sessão ordinária desta terça-feira, 9, o projeto de lei número 4446, enviado pelo Poder Executivo, pedindo autorização para fechar o orçamento do ano que vem.

Segundo os parlamentares, a proposta chegou muito tarde à casa de leis, fato que impossibilitou os vereadores apreciarem os detalhes dos investimentos programados pelo executivo municipal.

O projeto entrou na pauta apenas em caráter de leitura. Não foi votado, muito menos discutido. Vereadores que aceitaram falar sobre o assunto explicaram que há alguns itens propostos que estão em dissonância com o que pensam, fato que deverá ser discutido com o prefeito e sua equipe.

Um dos vereadores foi além e disse que a casa não irá votar o projeto na próxima sessão ordinária, prevista para o dia 16, que é a última do ano, pois é muito extenso e o poder executivo demorou para o enviar. O projeto, no final das contas, será votado em uma sessão extraordinária, ainda sem data definida.

O valor anunciado pelo poder executivo em gastos para o ano que vem é de mais de R$ 288 milhões. A cifra, no entanto, chamou a atenção da oposição, que a viu com maus olhos.

Segundo pessoas de grupos opositores ao de Rover, a proposta pode ferir a legalidade, uma vez que o Tribunal de Contas (TCE) prevê apenas aumento de 8% no valor total de investimentos em relação ao ano anterior.

Os investimentos anunciados pela prefeitura, segundo cálculos da oposição, ultrapassam a casa dos 30% em relação aos gastos de 2014, fato que deveria ser levado em consideração pela casa de leis.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO