capa corpusCentenas de fiéis católicos vilhenenses se aglomeraram em frente à Comunidade Nossa Senhora Aparecida, na noite desta quinta-feira, 4, para participar da missa e procissão do Corpus Christi, uma tradição de 800 anos no mundo e hoje um dos principais eventos do calendário religioso brasileiro.

Os tradicionais tapetes, feitos de materiais diversos, tais como papel, tinta, EVA, TNT, enfeitaram quase toda a avenida Capitão Castro, por onde a procissão passou, concluindo em frente à Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora.

Na tradição católica, o simbolismo dos tapetes está diretamente relacionado com a entrada de Jesus em Jerusalém, momento em que os súditos jogaram roupas e ramalhetes para que ele passasse por cima, como acontecia com reis naquela época.

Durante todo o trajeto da procissão, fiéis acompanhavam com cânticos e orações em altares. Um deles foi organizado em frente ao supermercado Pato Branco. O padre Flávio Melchor Tartari e o diácono Paulo Lermen presidiram a celebração.

Na ocasião, o padre lembrou a tragédia que abalou Vilhena semana passada, quando o Park Shopping Center foi destruído por um incêndio que acabou quase que totalmente com o empreendimento. “Pedimos que Deus abençoe os empresários, familiares e funcionários que trabalhavam no Shopping. Que Deus possa dar força para que recomecem com fé”, frisou o Padre.

No final da procissão houve queima de fogos de artifício. Veja, abaixo, a galeria de fotos feita pela reportagem do Extra de Rondônia.

 

 

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO