O percentual é quase 50% a mais que em 2016

Chefe do Fórum Eleitoral, Fabiola Canuto

Com a largada das eleições suplementares em Vilhena, um questionamento comum entre os vilhenenses é: quantos eleitores estão aptos a votar no pleito?

Para dirimir essa dúvida, a reportagem do Extra de Rondônia conversou com a chefe do Fórum Eleitoral de Vilhena, Fabiola Canuto.

Ela informou que há exatos 59.174 eleitores aptos, num universo de 95.630 habitantes, a cumprir a obrigação eleitoral no dia 03 de junho.

Esse número representa os eleitores que regularizaram sua situação perante a Justiça Eleitoral até o dia 03 de janeiro de 2018.

Os que regularizaram o título de 03 de janeiro a 09 de maio, não poderão votar no pleito suplementar, só na eleição do dia 07 de outubro, quando irão a disputa candidatos aos cargos de Presidente da República, Vice-presidente, Senador, Deputado Federal, Governador, Vice-governador e Deputado Estadual.

Em comparação a 2016, houve aumento de quase 50% do eleitorado em Vilhena. No pleito desse ano, eram 39.521 eleitores.

Para Canuto, ter conhecimento do número de eleitores é importante para o planejamento de campanha e também para dar transparência ao processo de escolha democrática.

SUPLEMENTAR

A eleição suplementar acontece de forma inédita em Vilhena. Dois dos três candidatos de 2016 disputam o pleito eleitoral deste ano. A eleição está polarizada entre Eduardo Tsuru “Japonês” (PV), que tem como vice a ex-vereadora Maria José da Farmácia (PSDB), e a ex-prefeita Rosani Donadon (MDB), que tem como vice o empresário Darci Cerutti (DEM). Leia AQUI

 

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90