Laércio Marchini (PDT) / Foto: Extra de Rondônia

O prefeito Laércio Marchini (PDT) defendeu o aumento da taxa de Contribuição para custeio da Iluminação Pública (COSIP) que foi rejeitado pelos vereadores durante sessão legislativa realizada na Câmara de Corumbiara.

A vereadora ildelita Raulino Oliveira “Branca” (PDT) mostrou seu apoio aos parlamentares pela rejeição, dizendo que o projeto enviado pelo mandatário municipal estava castigando o contribuinte (leia AQUI).

Ao tentar esclarecer a situação, Marchini disse que o Poder Executivo de Corumbiara nunca pretendeu desviar a COSIP de sua finalidade legal, e asseverou que atualmente os valores arrecadados com a referida contribuição não são sequer suficientes para o pagamento do serviço à concessionária de energia elétrica, o que impede a prefeitura de investir na melhoria do serviço.

Ele disse que os valores não foram corrigidos pelas administrações anteriores em razão de interesses eleitoreiros dos mais diversos. Hoje, a herança deixada seria mais de R$ 301 mil, sem correção e cujas prestações vão até 30 de dezembro de 2021.

>>> LEIA, ABAIXO, A DEFESA NA ÍNTEGRA:

 

 

 


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO