Pastor evangélico Genivaldo Santos / Foto: Divulgação

Na última semana, o pastor evangélico Genivaldo Santos promoveu uma revitalização voluntária do “Monumento da Bíblia”, na Praça Angelo Spadari, no centro de Vilhena.

O local corriqueiramente era alvo de vandalismo e a obra já sofria com desgastes do tempo.

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) aproveitou a ação para fazer o reparo da iluminação no local, após solicitação do líder religioso.

Ao mesmo tempo, a Prefeitura já trabalha em um grande projeto de reforma para a praça, que também será contemplada com LED nos próximos meses.

“Algumas vezes eu ia lá durante a noite, via um pessoal que ficava aos arredores da praça, e eles quebravam o monumento. E, por algumas vezes, fiz alguns reparos, mas não era o suficiente. Por isso, dessa vez refizemos toda a pintura e reformamos ele completamente. Em conversa com o pessoal da Semosp, fui bem atendido e a Prefeitura fez um reforço na iluminação do local para melhorar a segurança do local”, aponta Genivaldo Santos, pastor e presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

O MONUMENTO

Construído pela Ormevi (Ordem Dos Ministros Evangélicos de Vilhena) no fim dos anos 80, com ajuda de vários pastores na época na arrecadação de fundos, o “Monumento da Bíblia” foi inaugurado em 30 de setembro de 1989, com culto de celebração feito por várias igrejas na praça, dedicando a obra à cidade.

“É um monumento simples, mas que representa muito. Na época, o presidente da Ormevi era o pastor Adilson da Costa, ele contratou o pai do pastor Itamar, e na época construíram o altar. O prefeito e os vereadores deram todo o apoio na época. A Bíblia é um patrimônio mundial e, quando assumi a Ormevi em 2009, percebi que havia necessidade de reforma no monumento. Desde então estamos sempre cuidando”, conta Genivaldo.

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO