Prefeito Aldo Júlio (MDB) / Foto: Divulgação

Um caso que estourou no final da semana passada provocou desdobramentos ao longo dos últimos dias e abala a gestão do prefeito Aldo Júlio (MDB), no município de Rolim de Moura, na região da Zona da Mata rondoniense.

Denúncias anônimas feitas em redes sociais acabaram provocando a convocação da secretária municipal de Saúde, Simone Paes, pela Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores para apresentação de documentos e explicações.

A reportagem do Extra de Rondônia conversou com o presidente da Comissão, vereador Professor Ronny Tom (PTB), que confirmou a realização de diligências na semana e declarou que as investigações continuam.

Tom afirmou que a documentação requerida pela Comissão está sendo avaliada e que novas oitivas estão previstas para ocorrer nos próximos dias. Ele garantiu que a investigação irá transcorrer “dentro da normalidade, com total transparência e garantia do direito ao contraditório por parte de todos”.

Por enquanto, ele disse que ainda é cedo para se chegar a qualquer conclusão, mas garantiu que toda a situação será esclarecida e que a população de Rolim de Moura pode ficar despreocupada que o caso será devidamente elucidado.

O CASO

Uma postagem anônima em redes sociais dando conta de uma série de irregularidades em escalas de plantões e outros setores relacionados a recursos humanos, inclusive com denúncia de prática de “rachadinha” – quando servidores nomeados para cargos dividem o salário com superiores – acabou tendo enorme repercussão.

A secretária reagiu logo em seguida, emitindo nota de esclarecimento refutando as denúncias e classificando a postagem como “fake news”, material que também foi amplamente repercutido nas mídias sociais e na imprensa convencional (leia mais AQUI).

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO