Prefeito Aldo Júlio (MDB) / Foto: Divulgação

A reportagem do Extra de Rondônia falou neste domingo, 5, com o prefeito Aldo Júlio (MDB), de Rolim de Moura, acerca das denúncias de supostas irregularidades na secretaria municipal de saúde, que estão sendo apuradas pela Câmara de Vereadores.

Ele falou que, apesar de serem acusações anônimas que carecem de credibilidade, quer apuração do caso, tanto que determinou abertura de sindicância. “Quero investigação”, disse Aldo, através de troca de mensagens por aplicativo.

No entanto, ele deixou evidente que considera que a repercussão dada ao caso é exagerada e contesta afirmações de que a situação teria abalado sua administração. “Quem colocou na sua cabeça que minha administração foi abalada com isso?”, questionou ele ao repórter.

Em postagem nas redes sociais, Aldo também contestou as acusações que repercutiram em Rolim, afirmando que “mentiras vagabundagem (sic) não abala a administração”.

O CASO

Uma postagem anônima em redes sociais dando conta de uma série de irregularidades em escalas de plantões e outros setores relacionados a recursos humanos, inclusive com denúncia de prática de “rachadinha” – quando servidores nomeados para cargos dividem o salário com superiores – acabou tendo enorme repercussão.

A secretária municipal de Saúde, Simone Paes, foi convocada à Câmara e a Comissão de Saúde do Parlamento instaurou investigação, confirmada pelo vereador Professor Ronny Tom (leia mais AQUI e AQUI)

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO