Ronildo Macedo

Ideia do ex-presidente do Poder Legislativo de Vilhena, Adilson de Oliveira (PSDB), a tão polêmica verba indenizatória, procedimento proveniente dos valores gastos com a Cota para o exercício da “atividade parlamentar” pelos vereadores, tem seus dias contados.

A iniciativa será extinta na próxima semana através de ato do novo presidente da Casa, Ronildo Macedo (PV)

Em visita à redação do Extra de Rondônia na manhã desta sexta-feira 15, Macedo explicou que o recurso – que hoje é de R$ 3,5 mil ao mês, mas chegou a atingir R$ 5 mil mensais na época do lançamento – era destinada aos vereadores para custeio de gasolina, refeição, hotel e outras despesas de viagem, além de ser usado para pagamento com mídia, sem que houvesse critério específico para tanto.

“Mas a coisa não funcionou bem e nem mesmo os vereadores são unanimes quando a eficácia deste modelo”, disse Macedo.

ADVOGADO MOVE AÇÃO

A forma inadequada do uso da verba indenizatória foi questionada pelo advogado Caetano Neto.

Em 2018, ele impetrou ação popular na justiça contra todos os vereadores para acabar com essas despesas. Lembre AQUIAQUI

Caetano alega que “criar despesas para atender promoção pessoal é politicalha”. Ele alertou que cada vereador irá devolver os recursos gastos aos cofres públicos.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO