Esta semana, a operação tapa-buraco, executada pela Secretária de Obras (Semosp), que encobre falhas no asfalto com pedras, foi classificada como desleixo da Prefeitura de Vilhena. O caso foi publicado pelo Extra de Rondônia (leia AQUI).

Porém os profissionais da equipe responsável explicam que o serviço não estava concluído.

Os técnicos demonstram que a utilização das pedras é requisito para que se possa cobrir a área com massa asfáltica, conforme feito em vários pontos da cidade.

“Os buracos abertos causam danos aos veículos e tampamos eles com pedras para que sirvam de base para a massa asfáltica, que encobre toda a área onde se concentram vários buracos. No entanto, muita gente fotografou o trabalho pela metade acreditando que já estava concluído”, explica Antônio Marcelo de Oliveira, encarregado da secretaria.

A Prefeitura pede compreensão dos motoristas e garante que a ação é procedimento padrão na Secretaria para garantir que a massa asfáltica fique firme e tenha consistência. Mesmo assim, as equipes estão lutando contra o mau tempo para agir com velocidade, o que nem sempre é possível.

“A aplicação da massa asfáltica não pode ser feita debaixo de chuva. Caso contrário o trabalho é perdido. Então às vezes a base de pedras é feita e temos vários dias de chuva que atrapalham a ação da equipe de massa asfáltica. Mesmo assim, nos colocamos à disposição de todos para qualquer sugestão ou reclamação pelo telefone 3321-2665”, completa.

 

Texto e fotos: Assessoria

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO