Prédio da UNESC em Vilhena / Foto: Divulgação

Através de nota enviada à redação do Extra de Rondônia, a UNINASSAU/UNESC se manifestou a respeito das declarações do radialista Júlio César Silva, o popular Julinho, que teceu criticas à e saiu em defesa de acadêmicos de Medicina que fizeram um abaixo-assinado contra a instituição.

Na ocasião, o comunicador afirmou que “essa faculdade está fazendo vergonha e não tem o básico para os alunos: não tem papel higiênico, atrasa salário de professor todos os meses e sempre troca de diretor” (leia mais AQUI).

Na nota, a entidade disse que não há atrasos de pagamentos ou falta de professores na instituição e que não há falta de materiais de higiene.

Garante que a instituição passa por processo de modernização de equipamentos, com instalação de multimídias em todas as salas, e com todos aparatos necessários aos professores, com canetas de quadro e apagadores disponíveis.

>>> LEIA, ABAIXO, O ESCLARECIMENTO DA ÍNTEGRA:

NOTA DA DIREÇÃO

O Extra de Rondônia discorda e lamenta as afirmações de que “o site divulgou notícias falsas”, ao mesmo tempo em que esclarece que a matéria foi elaborada de forma extremamente narrativa com base em declarações do radialista. Do mesmo modo, o site cumpriu com o papel ético de tentar “ouvir o outro lado”, através de mensagem enviada à entidade e à própria assessoria, mas sem respostas.

Em maio deste ano, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ministro Luiz Fux, defendeu a liberdade de imprensa e o papel do jornalismo livre e profissional na democracia (leia mais AQUI).

Para encerrar, a direção do Extra de Rondônia garante continuar sendo a voz da sociedade, mantendo o exercício da liberdade de informação, sem intimidações.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO