@@@ MISTÉRIO NA CÂMARA DE VILHENA

O presidente da Câmara Municipal de Vilhena, Ronildo Macedo (PV), definitivamente, virou a casaca. De ferrenho defensor do prefeito Eduardo Japonês (PV), o vereador passou agora a ser o mais contendente crítico no Legislativo. O que aconteceu para tão radical mudança de posicionamento é algo a se desvendar.

@@@ MISTÉRIO NA CÂMARA DE VILHENA II

Mas o fato é que Macedo tá no pé do Japa feito armadilha de urso. Na última sessão ordinária, garantiu agora que vai investigar tudo o que acontece na administração e já anunciou o primeiro nó que via desatar: a paralisação de obras de reforma de postos de saúde Cristo Rei.

@@@ SUPER-SECRETÁRIO II

Na sessão da Câmara de Vilhena desta semana também houve o chamado “fogo amigo” contra o bi-secretário Marcelo “Boca”, que acumula as pastas da Obras e Agricultura. A vereadora Vivian Repessold (PP), que é da base mais próxima do prefeito, lascou a ripa para cima do secretário. Ela falou que “Boca” é relapso na relação com os vereadores, não atende a pedidos ou mesmo telefonemas dos parlamentares e, na condição de “super-secretário II”, a única coisa que rola é que ficou super-difícil falar com o moço. Nesse caso, o “super-secretário I” seria um ex-membro da prefeitura que assinou contrato de mais de R$ 600 mil, com o escritório do engenheiro Jaime Lermen, para fazer um projeto (na realidade, só imagens) do Vilhena para o futuro. Depois, misteriosamente, o “poderoso” sumiu da terrinha e foi para SP.

@@@ SECRETÁRIA POP-ESTAR

E a peia legislativa pra cima do primeiro escalão do Japonês foi adiante. A vereadora Clérida Alves (Avante) também não poupou ripa para cima da secretária de Saúde, Siclinda Raasch, que já tem sido seu alvo há algum tempo. Desta vez, as reclamações foram a respeito da “incompetência” da secretária, que já estava apanhando de Ronildo Macedo, o qual classificou a titular da Saúde como “pop star”, pela mania de Siclinda de postar selfies em redes sociais – segundo o parlamentar – em horário de expediente. “Essa aí não dá mais”, disparou Clérida.

@@@ DEFENDEU DIÁRIAS

Já o vereador Pedrinho Sanches (Avante), num momento em que políticos estão no foco das reclamações populares, resolveu defender o uso de diárias em viagens dos vereadores. Ele disse que se as diárias forem para trazer recursos para Vilhena, aí sim tem uma justifica plausível. Não foi contestado no Plenário, mas apanhou bonito nas redes sociais dada a infeliz intervenção.

@@@ PERDEU A CASA

E, para fechar: na sessão desta semana, pela primeira vez, os vereadores rejeitaram, por 11 a 2, um pedido de urgência solicitado pelo prefeito Eduardo Japonês (P), para aprovação de matéria, em mudança de postura radical com relação ao histórico de subserviência do Parlamento. Ainda não tornou-se público o motivo, mas, realmente, Japonês deixou mesmo os vereadores aborrecidos e perdeu o controle da Casa.

@@@ BOA INICIATIVA

O vereador Vilhenense Wilson Tabalipa prestou um excelente serviço à comunidade vilhenense e ao povão em geral ao lançar uma cartilha educativa acerca de prevenção contra golpes de estelionatários. a ação teve apoio de Ronildo Macedo, e do delegado regional da Polícia Civil, Fábio Campos, além da colaboração de policiais, colegas de profissão do vereador.

@@@ MANIFESTAÇÃO EM BRASÍLIA

Políticos de Rondônia estiveram em peso na manifestação convocada pelo presidente Jair Bolsonaro no Sete de Setembro, cuja finalidade agora já não se pode definir exatamente, posto que não aconteceu absolutamente nada de relevante na ocasião, pelo menos de acordo com a perspectiva que havia. Mas vale registrar que, além de integrantes da bancada federal que habitualmente estão na capital, foram para lá o governador Marcos Rocha, o vice-governador José Jodan, além de empresários do agronegócio alinhados com a direita.

@@@ CÂMARA SOB CONTROLE EM COLORADO

Pelas bandas de Colorado do Oeste, os vereadores passaram por cima de uma decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e resolveram rejeitar parecer contrário ao prefeito Professor Ribamar (PSB). O Chefe do Executivo só teve dois votos contrários, reafirmando que tem a Câmara sob controle (leia mais AQUI).

@@@ BOMBARDEADO NAS REDES SOCIAIS

Pra fechar: nesta semana, Vilhena assistiu um protesto feito por índios contra mudanças na gestão de saúde que os atende, e o prefeito Eduardo Japonês comprou uma briga de graça, defendendo o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do combustível num vídeo que foi lançado em redes sociais e foi bombardeado por adversário e aliados (leia mais AQUI).

 

sicoob credisul