Vereador Pedrinho Sanches (Avante) / Foto: Extra de Rondônia

O vereador Pedrinho Sanches (Avante), membro da Comissão de Justiça e Redação da Câmara de Vilhena, se posicionou contrário ao projeto de lei nº 6.222/2021, que dispõe sobre autorização para abertura de crédito adicional suplementar no valor de R$ 1,3 milhão para decoração natalina no município.

Durante a sessão ordinária desta terça-feira, 19, o parlamentar disse que a preocupação dos vereadores é com o aumento do projeto de R$ 770 mil para R$ 1,3 milhão (hum milhão e trezentos mil reais)

“O momento não é para isso. Não fica bem para nós alugar e o dinheiro ir embora, já que a empresa que ganhará será fora. Não seria melhor repensar e o ano que vem o município passar a comprar a decoração? No momento em que há gente passando necessidades, não concordo com investir esse dinheiro de qualquer jeito. Estamos tendo um cuidado e que o executivo venha discutir com a gente”, analisou.

Pedrinho garantiu que os vereadores têm o interesse de votar, mas desde que seja uma coisa coerente e não indecente. “De R$ 770 mil, incluir mais duas avenidas e ir para R$ 1,3 milhão, me desculpem, mas pra mim cheira podre. E eu não voto dessa maneira”, observou.

Ainda, através das redes sociais, ele completou que “está alugando e não comprando, isso me assusta diante a situação que estamos vivendo”.

O PROJETO

Inicialmente, com o valor de R$ 770 mil, o projeto incluía a decoração em duas avenidas: Major Amarante e Paraná, as Rua Domingos Linhares e Osvaldo Cruz, além das praças Ângelo Spadari e Nossa Senhora Aparecida. Agora, com os ajustes e o valor de R$ 1,3 milhão, foram incluídas também as avenidas Brigadeiro Eduardo Gomes e Melvin Jones. (leia mais AQUI e AQUI).

>>> Confira o pronunciamento do vereador na tribuna da Câmara de Vilhena:

https://

 

 

 

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO